Baja Portalegre – R. Branco

Título mundial na mira de Rómulo Branco



• Piloto luso angolano com percurso notável em 2013 • Rómulo Branco conta com o apoio do público português

Quando faltam já poucos dias para o arranque da mítica Baja 500 Portalegre, derradeira etapa da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno, é importante salientar e reforçar que esta modalidade tão querida aos portugueses, poderá acrescentar mais um título mundial lusófono à sua recente lista de conquistas.

Um título que, em caso de ser conseguido, irá ser repartido com Angola, já que estamos a falar do luso angolano Rómulo Branco, atualmente em 2º lugar da Taça do Mundo em T2 e que faz equipa com João Serôdio, português e também ele em 2º lugar da classificação destinada aos navegadores.

 

 

Para aqui chegar o piloto arrancou com um segundo lugar na Baja Itália, naquela que foi a sua estreia aos comandos de um Mitsubishi Pajero. Seguiu-se outra estreia, a de participações em provas de deserto. No Abu Dhabi Desert Challenge o piloto utilizou um Nissan Patrol alugado a uma equipa local e terminou a corrida numa excelente 4ª posição entre os T2.

Na segunda experiência de deserto, na prova disputada no Qatar, o resultado foi ligeiramente inferior (6 º lugar) devido a uma sequência de problemas mecânicos que o piloto e o seu navegador conseguiram superar mas desportivamente a situação foi agravada pela vitória daquele que se viria a mostrar ser o seu mais direto rival.

De regresso à europa e aos comandos do Mitsubishi Pajero, inscrito pela Raliart Itália, o piloto conquistou a sua primeira vitória em provas do mundial de TT ao triunfar na Baja España Aragon, resultado que viria a repetir no mês seguinte na Baja Hungria.

Esta sequência de resultados levou Rómulo Branco até a liderança da Taça do Mundo. Infelizmente, na Baja da Polónia, quando o piloto apostava em reforçar a liderança, problemas mecânicos obrigaram-no a arrastar-se até ao final da prova, tentando pontuar para minimizar as percas.

 

 

Todavia divergências na interpretação dos regulamentos, entre a direção da prova e o colégio de comissários desportivos, impediu a dupla luso angolana terminar dentro da classificação o que associado à posterior anulação do Rali dos Faraós a leva a partir para Portalegre com a obrigação de ganhar e de ver mais três concorrentes T2 colocarem-se à frente de Alexander Baranenko, piloto russo que tem feito todo o campeonato aos comandos de um Toyota Land Cruiser.

Um percurso notável, tendo em conta a reduzida experiência internacional do piloto numa Taça do Mundo onde as provas de deserto pontuam a dobrar. Nas provas tipo baja, o piloto mostrou ser muito forte e por isso Rómulo Branco acredita que pode chegar ao título e para o conseguir conta com os sempre fortes incentivos do público português.

“Estou muito motivado para esta derradeira prova da Taça do Mundo. Tem sido uma temporada fantástica embora com alguns percalços. O facto de a disputa do título se disputar em Portugal é claramente uma mais-valia para nós, mas sei que vou ter que lutar muito e ser muito rigoroso para conseguir chegar à vitória entre os T2, até porque são mais de uma dezena de equipas que estão inscritas e todas elas com muita capacidade de fazer um bom resultado. Inclusive na prova anterior do campeonato português foi um T2 que ficou em 2º lugar da classificação geral. Gostava de ter chegado até aqui noutra posição que teria acontecido não fora a absoluta injusta que ocorreu na Polónia depois de termos cumprido na íntegra as indicações dadas pela direção da prova”, salienta Rómulo Branco que acrescenta:


Sei que vou contar com o apoio do público português que aos milhares irá acompanhar como sempre a prova alentejana, uma sensação única nas provas do mundial de TT. Tradicionalmente as provas de todo-o-terreno não têm muitos espectadores, seja porque se desenrolam em locais afastados dos grandes centros, seja porque o percurso se estende por dezenas ou centenas de quilómetros, mas em Portalegre é impressionante a quantidade de espectadores que se junta ao longo de quase todo o percurso que dá para sentir verdadeiramente quando nos estão a apoiar”.

A Baja 500 Portalegre, organizada pelo Automóvel Clube de Portugal, realiza-se entre os dias 31 de Outubro e 2 de Novembro.

Classificação da Taça do Mundo – Pilotos T2 (após 6 provas)
1º Alexander Baranenko (RUS), 122 pontos; 2º Rómulo Branco (POR), 108; 3º Marcos Moraes (BRA), 97; 4º Denis Berezovskiy (KAZ), 50; 5º Ahmed Al Shegawi (SAU), 50.

 

 

Fonte: Pedro Barreiros / Fotos AIFA

 

 

Informação e divulgação gratuita de eventos e actividades dentro do espírito TTVerdePT, conforme as nossas condições gerais de divulgação.  Rejeitamos a responsabilidade pelas informações disponibilizadas por terceiros. Este site não se subordina aos novos acordos ortográficos, aos quais é indiferente, publicando os textos conforme as preferências dos seus autores.