África Eco Race 2013

Paulo Rui Ferreira e Jorge Monteiro no Top Ten


Equipa de Leiria passou pelo 6º lugar, mas terminou em 8º

Uma boa prestação para o PRF Racing Team no primeiro dia de competição do Sonangol África Eco Race. Com muito entusiasmo, a dupla de Leiria imprimiu um bom ritmo à Nissan Navara Off Road, chegando mesmo a registar um 6º lugar da classificação geral à passagem por CP3. No entanto, num mar de dificuldades, nem tudo foram rosas.

“Encontrámos um pouco de tudo ao longo dos mais de 400 km desta etapa. Pisos sempre muito diferentes, com constantes mudanças de ritmo, que nos obrigaram naturalmente a ter algum cuidado. Tudo estava a correr bastante bem, mas a cerca de oitenta quilómetros do final da especial, partiu-se um apoio do amortecedor da frente direito da Nissan Navara. A partir daí, optámos por um andamento mais moderado para não correr riscos. É claro que um sexto lugar seria melhor que um oitavo, mas estamos ainda no princípio da prova, e há que pensar no dia de amanhã. Em relação à navegação não encontrámos grandes dificuldades”, afirmou com otimismo Paulo Rui Ferreira.

Jean Louis Schlesser foi o mais rápido nesta etapa, seguido por Pelichet a quase cinco minutos de distância. O PRF Racing Team encontra-se na 8ª posição, mas apenas a três minutos do 7º lugar e a menos de dez minutos do 6º posto. Um resultado que se pode considerar bastante positivo para a equipa de Leiria.

Para amanhã, uma pista dura e desgastante com 433 km de especial e cerca de cem quilómetros de ligação, com alguma areia, mas poucas dunas. Entre Tagounite e Oued Draa, a navegação vai ser importante, com Jorge Monteiro a mostrar-se bastante atento para que o PRF Racing Team possa voltar a brilhar no Sonangol África Eco Race de 2013.

Albano Loureiro – Foto AIFA

 

 

Informação e divulgação gratuita de eventos e actividades dentro do espírito TTVerdePT, conforme as nossas condições gerais de divulgação.  Rejeitamos a responsabilidade pelas informações disponibilizadas por terceiros. Este site não se subordina aos novos acordos ortográficos, aos quais é indiferente, publicando os textos conforme as preferências dos seus autores.