Africa Eco Race 2010 – Eilsabete Jacinto

Elisabete Jacinto triunfou esta tarde na 1ª etapa do Africa Eco Race,
assumindo assim a liderança dos camiões, nesta maratona africana de todo o
terreno…

Elisabete Jacinto vence 1ª etapa e lidera Africa Eco Race 2010
Equipa portuguesa travou duelo ao segundo com equipa hungara

A piloto portuguesa, acompanhada de Álvaro Velhinho e Marco Cochinho, superou o
Scania da equipa hungara liderada por Miklos Kovacs, com quem nateve animado
duelo ao longo de todo o sector selectivo.

“O início da especial foi terrível. Os primeiros vinte quilómetros foram
percorridos numa pista de montanha dificílima para os camiões. Houve alturas em
que não sei como é que consegui passar. Suei imenso e cheguei a ver a coisa mal
parada” começou por explicar Elisabete Jacinto.

“Chegados ao fim da subida, o resto do sector selectivo foi magnífico. Um
planalto liso, sem valas, rápido, mas com um percurso bastante técnico, onde por
várias vezes cheguei a atingir dos 140 km/h. Estava algum pó mas o vento ajudou
e consegui chegar à traseira do Scania, que partiu um minuto à minha frente.
Viemos assim até ao fim já que ele estava a imprimir um ritmo muito forte e era
excusado forçar a ultrapassagem, o que iria ser sempre uma situação de risco.
Estou muito satisfeita por começar o Africa Race com uma vitória, mas estamos
apenas no começo de um longo e duro rali” salienta a piloto.

A primeira etapa, entre Nador e Borj Frissate incluia um sector selectivo de 145
kms e terminou directamente no acampamento, uma pequena fortificação
absolutamente isolada e distante de qualquer povoação.

Classificações:

Auto:
1º Lethier/Lurquin (Buggy Schlesser), 1h53m28s; 2º Pelichet/Decre
(Bowler Wildcat), a 15s.

Camiões:
1ºElisabete/Velhinho/Cochinho (MAN), 2h08m08s; 2º Kovacs/Czegledi/Toth
(Scania), a 48s.

Fotos AIFA

Pedro Barreiros
(A2)
 


Informação e divulgação gratuita de
eventos e actividades dentro do espírito  TTVerdePT. 
Declinamos qualquer responsabilidade referente a elementos publicados e
que nos sejam disponibilizados por terceiros.