Rally da Sardenha

Rally da Sardenha O percurso que ligou San Teodoro a Arbatax, disputado em 171,70 quilómetros de troço cronometrado, acabou por ser decepcionante para alguns pilotos, num dia onde a organização não esteve no seu melhor. 

Ruben Faria decepcionado em dia marcado por falha da organização Hélder Rodrigues ocupa o 12º lugar na classificação geral

Ruben Faria voltou a demonstrar rapidez na classe 450 Produção mas foi impedido de vencer, entre os 25 participantes da categoria, devido a uma lamentável falha da organização, na primeira etapa do Rally da Sardenha que decorreu esta quinta-feira. 

O percurso que ligou San Teodoro a Arbatax, disputado em 171,70 quilómetros de troço cronometrado, acabou por ser decepcionante para alguns pilotos, num dia onde a organização não esteve no seu melhor.

Rally da Sardenha - Ruben Faria


O piloto algarvio patrocinado pela TMN até tinha começado o dia em forma ao concluir a especial da manhã na primeira posição, entre as 450cc Produção, com um tempo de 1h51’39.4s, relegando Alessandro Zanotti a mais de 59 segundos. No entanto, na segunda especial, longa de 75 quilómetros, a confusão instalou-se quando a organização resolveu neutralizar a especial em quase hora e meia, comunicando depois de forma deficiente o recomeço da prova, o que originou atrasos em muitos motociclistas.

Ruben Faria foi um dos pilotos afectados, classificando-se em quinto da classe na segunda especial (20º da geral) e que comentou: “Esta falha da organização foi mesmo decepcionante.
De manhã as coisas estavam a correr muito bem e esta confusão veio estragar o meu dia.

Depois com o retomar da especial apanhei muito pó, que me fez abrandar o ritmo. Tinha todas as condições para vencer novamente na classe e para subir na tabela geral, não
tenho mais palavras.”

Na categoria Super Produção, Hélder Rodrigues não conheceu os problemas da neutralização, por ter arrancado mais cedo, fechando o dia com dois oitavos lugares. “Para mim o dia correu bem. Na primeira especial tive que dar uma pequena volta para trás, que me fez perder perto de dois minutos, mas nada que me prejudicasse. Foi um dia com bastante navegação, e a segunda especial também correu de forma positiva. Estou satisfeito com o meu ritmo e com a KTM 530. A adaptação está a ser boa.” Concluiu o piloto de Sintra. 

O francês Cyril Despres é o novo líder do rali, seguido por Marc Coma e Andrea Mancini, que compõem o pódio provisório.

Na classificação geral, Hélder Rodrigues ocupa a 12ª posição com Ruben Faria em 14º
(resultados oficiosos).

Duarte Cancella Abreu

Foto Edoardo Bauer 


Informação e divulgação gratuita de
eventos e actividades dentro do espírito  TTVerdePT. 
Declinamos qualquer responsabilidade referente a elementos publicados e
que nos sejam disponibilizados por terceiros.