Argentina/Chile 2009 – Adélio Machado

Motivado pela nova filosofia que o “Dakar” apresenta nesta versão na América do Sul, Adélio Machado acredita num bom desempenho ao longo das 14 etapas desenhadas em solo argentino e chileno. 

Adélio Machado acredita que pode vencer

O piloto da Padock Competições quer ser o “protagonista” entre a categoria T2, estando a vitória final nos seus horizontes: “não descuido essa possibilidade. Serei um dos pretendentes a esse objectivo entre muitos outros, contudo, espero estar à altura do difícil desafio e, confio plenamente nas capacidades do Toyota Land Cruiser, totalmente revisto nas instalações da Padock Competições, pelos melhores mecânicos do Mundo!

Orgulho-me de poder contar com o Rodrigues, o Borges e o Francisco na minha assistência, juntamente com o pessoal da Toyota França, equipa na qual estou integrado” adiantou Adélio Machado, para quem a passagem da caravana da maior prova todo-o-terreno do mundo de África para solo sul-americano não vai descaracterizar o eco do Dakar: “Vamos continuar a ter as equipas de fábrica, os melhores pilotos privados, belas paisagens, pistas variadas e, certamente muita competição. É um facto que vamos competir num continente diferente ao que estamos habituados, mas, estou certo que o espírito do Dakar africano vai ser transportado por todos os participantes, aqui na Argentina”, afirmou o piloto de Famalicão já em solo da cidade de “las pampas” de forma a “ambientar-se” com o clima sul-americano: “que diga-se, é fabuloso. Tenho desfrutado de excelentes temperaturas de pleno verão, a rondar os trinta graus. O povo por cá é bastante acolhedor e está a viver com grande entusiasmo este acontecimento desportivo, único no seu país. Aguardo com grande ansiedade a chegada das restantes equipas da Padock para a família ser maior”. 

Vítor Martins 


Informação e divulgação gratuita de
eventos e actividades dentro do espírito  TTVerdePT. 
Declinamos qualquer responsabilidade referente a elementos publicados e
que nos sejam disponibilizados por terceiros.