Rali da Tunísia – Adélio Machado

Organização neutraliza etapa seis do Rali da Tunísia Adélio Machado e Laurent Flament com a Padock Competições e a Toyota France no Rallye Tunisie
Motor trai recuperação de Adélio Machado . 

Motor trai recuperação de Adélio Machado 
“No melhor pano cai a nódoa. Quando estava em franca recuperação o motor parte…”

Depois de uma brilhante etapa que ligou Shuwarif a Idri, quarta do Rallye de Tunisie, com a obtenção do terceiro lugar do Agrupamento T2, Adelio Machado e Laurent Flament foram forçados a abandonar a prova inaugural da Taça do Mundo FIA de Todo-o-Terreno com o motor do Toyota Land Cruiser partido. Os sintomas foram sentidos nos quilómetros iniciais da quinta etapa, a segunda mais longa da prova e sem assistência – etapa maratona.

Um revés na brilhante actuação do piloto da Padock Competições que o levou a passar a noite em pleno deserto do território da Líbia: “Não contávamos com este contratempo. O Toyota tinha sido todo revisto para esta dura etapa maratona, seriam mais de mil quilómetros sem assistência. Mas, no melhor pano cai a nódoa. Estávamos em franca recuperação e motivados pelo terceiro lugar do dia anterior, recuperamos muitos lugares na classificação geral. Fomos forçados a abandonar com o motor partido e, passamos a noite no deserto à espera da nossa assistência que nos rebocou até à aldeia mais próxima. Foram muitas horas sem dormir.” Adiantou o piloto.

Organização neutraliza etapa seis do Rali da Tunísia

O dia de hoje, quando decorria a sexta etapa, disputada ao ritmo de caravana, face à neutralização imposta pela organização – antes da passagem da Líbia para a Tunísia, trouxe Adélio Machado e o seu Toyota Land Cruiser por estrada paralela: “viemos a reboque do nosso camião de assistência. Foi uma longa viagem, desolados pelo abandono mas consciente que tudo fizemos para nos manter em prova. Fica a vontade de regressar numa próxima oportunidade e justificar o nosso valor e as excelentes performances do Toyota Land Cruiser preparado pela notável equipa de mecânicos da Padock Competições em parceria com a Toyota France” afirmou Adélio Machado preparando o seu regresso ao Nacional com a disputa do Rali Vodafone: “tudo se encaminha para poder vir a participar na mais importante prova do nacional. Ainda será cedo para tirar ilações do que levou à quebra do motor, uma anomalia que será concertada convenientemente, devolvendo ao Land Cruiser a excelente competitividade demonstrada em provas anteriores”. 

Fonte: Vítor Martins 
Email: press@padockcompeticoes.com  

Organização neutraliza etapa seis do Rali da Tunísia


Informação e divulgação gratuita de
eventos e actividades dentro do espírito  TTVerdePT. 
Declinamos qualquer responsabilidade referente a elementos publicados e
que nos sejam disponibilizados por terceiros.