Rallye de Tunisie

Helder-Oliveira no Rali da Tunisia.

Depois de ter conseguido impor-se à forte armada
Nissan, numa primeira especial claramente tecnica, Helder Oliveira,  nada pode fazer contra os seus adversários, 
tendo baixado para a 5ª posição.

Etapa pouco favorável a Helder Oliveira 
Toyota Land Cruiser perdeu bastante para os Nissan

Depois de ter conseguido impor-se à forte armada da Nissan, numa primeira especial claramente tecnica, Helder Oliveira, aos comandos de um Toyota Land Cruiser e inscrito pela equipa Padock Competições / Toyota France nada pode fazer contra os seus adversários, numa etapa que lhe era claramente favorável tendo baixado para a 5ª posição.

A segunda etapa do Rallye de Tunisie, a prova de abertura da Taça do Mundo de Todo o Terreno disputada entre Matmata e Nalut, na Líbia, com 437 quilómetros, compreendia uma especial de 295 kms que terminou junto ao magnífico oued Oueni, com paisagens dignas dos grandes
canyons.

Helder-Oliveira no Rali da Tunisia.

Após terminar a especial o piloto de Barcelos não escondia o seu desalento:

"Passarm por mim até parecia que estava parado. Havia zonas onde se esgotava tudo o que o carro tem e o deles tem mais 30 a 40 km/h de velocidade de ponta. Nas zonas mais sinuosas o percurso exigia muito o recurso a 2ª e 3ª e a recuperação é bastante lenta. Vai ser muito difícil, mas o rali é longo e tenho de tentar a minha sorte noutra ocasião” explicou o piloto. 

Amanhã, entre Nalut e Mal Qaryat, a primeira com um sector selectivo na Líbia, terá um total de 623 quilómetros, sendo 459 cronometrados num traçado que a organização indica ser “virgem”.

Pedro Barreiros
E-mail: pedro.barreiros@a2.com.pt  


Informação e divulgação gratuita de
eventos e actividades dentro do espírito  TTVerdePT. 
Declinamos qualquer responsabilidade referente a elementos publicados e
que nos sejam disponibilizados por terceiros.