Rali da Tuníisia

O Team MAN Portugal regressa às provas de Rallye Raid O Team MAN Portugal regressa às provas de Rallye Raid disputando, a partir de hoje e até ao dia 3 de Maio, o Rallye de
Tunisie,  prova de arranque da Taça do Mundo de TT.

Elisabete aposta em lugar de pódio 
Uma dezena de camiões na prova de abertura da Taça do Mundo

Depois da brilhante segunda posição, alcançada pela dupla Elisabete Jacinto/Sofia Carvalhosa no Rallye Aicha des Gazelles, numa competição africana onde os adversários foram os 4×4, o Team Oleoban / MAN Portugal está de regresso às provas de Rallye Raid disputando, a partir de hoje e até ao próximo dia 3 de Maio, o Rallye de Tunisie, a prova de arranque da Taça do Mundo de Todo o Terreno.

Aos comandos do camião MAN, que em Janeiro deveria ter participado no Dakar, Elisabete Jacinto terá, como parceiros, Álvaro Velhinho e Marco Cochinho e pela frente o desafio de tentar chegar a um lugar no pódio entre os camiões, de uma competição onde estão uma dezena de máquinas inscritas. Paralelamente, o Team Oleoban / MAN Portugal tentará também lutar pela vitória na classe para camiões com menos de 10 litros de cilindrada, onde se insere a sua máquina. 

Para Elisabete Jacinto a alegria de regressar às competições africanas é grande e o desejo de mostrar a sua evolução é ainda maior:

O Team MAN Portugal regressa às provas de Rallye Raid

“A anulação do Dakar foi um choque muito grande, que levou algum tempo a digerir. A participação no Rali das Gazelas foi muito interessante e deu para evoluir muito na percepção do potencial do nosso MAN, mas num sentido que é menos utilizado nas provas de Rallye Raid. Agora é mais a velocidade que conta e estou desejosa que a prova comece. Infelizmente os camiões não vão poder disputar o prólogo, porque o traçado escolhido não reunia as condições de segurança necessárias para as nossas máquinas, pelo que apenas na 6ª feira vamos entrar em funções. Hoje, foram as verificações e com elas regressámos ao ponto onde ficámos quando o Dakar foi anulado. Os meus objectivos para esta corrida são muito claros. Quero disputar um lugar entre os primeiros e dar o máximo em cada etapa. Vão ser cerca de 3 mil quilómetros de especiais, mas as etapas são mais curtas que o Dakar, pelo que dá para ir mais ao ataque”, salienta a piloto.

Amanhã a caravana embarca rumo a Tunis de onde na 6ª feira parte a etapa que liga a capital até Matmata. Serão 437 quilómetros que incluem uma pequena especial de aperitivo com 25 kms de extensão.

Pedro Barreiros 
E-mail: pedro.barreiros@a2.com.pt  



Informação e divulgação gratuita de eventos e actividades dentro do
espírito  TTVerdePT.  Declinamos qualquer responsabilidade
referente aos elementos publicados,  que nos são disponibilizados
pelos respectivos organizadores.